voltar para página inicial

Reajuste-tarifário

Reajuste tarifário: entenda por que ocorre e descubra como se livrar definitivamente

Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Reajuste tarifário: entenda por que ocorre e descubra como se livrar definitivamente

O custo mensal com o pagamento da conta de energia é uma preocupação de todos que têm que desembolsar um determinado valor por mês. Quando aparece o reajuste tarifário sabemos que essa conta chega para nós consumidores sem “bater na porta”, de forma inesperada. De janeiro a agosto de 2021, a conta de energia ficou 16,07% mais cara.

O Brasil enfrenta a pior crise hídrica dos últimos 91 anos. Com a irregularidade das chuvas, os reservatórios do Sudeste e do Centro-Oeste, que são responsáveis por 70% da geração de energia do país, apresentam atualmente apenas 23% da capacidade de armazenamento. O que corresponde a um nível inferior ao registrado em agosto de 2001, época em que o Brasil enfrentou o racionamento de energia. Acompanhe a leitura para entender o melhor sobre esse cenário atual e descubra por que o segmento de energia solar é uma boa alternativa diante da crise hídrica.

Entenda a crise hídrica

Para poupar a água dos reservatórios das hidrelétricas, entre outras medidas, o governo aciona as usinas termelétricas, que são mais caras e mais poluentes.

Além da energia elétrica mais cara no Brasil, a crise hídrica causa também o risco de racionamento, uma vez que o país depende fortemente da água para a geração de eletricidade. Resultado: a economia e o bolso do brasileiro acabam sofrendo com essa toda essa situação.

E o pior é que não existe previsão desse contexto mudar pelos próximos meses. Ou seja, para muitos, a conta de energia continuará sendo um dos maiores gastos domésticos por um bom tempo.

O valor da conta de energia

O valor cobrado na conta de energia elétrica engloba vários custos e tributos como o custo de distribuição, transmissão e geração de energia elétrica; além de PIS e Cofins (federais) e ICMS (estadual e que varia entre os estados). Sem falar dos encargos setoriais, a taxa para as prefeituras, para a manutenção do sistema de iluminação pública, e a bandeira tarifária.

O que é bandeira tarifária?

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) criou, em 2015, o sistema de bandeiras para cobrar tarifas adicionais às contas de energia. O objetivo é repor os gastos extras com a utilização das termelétricas em determinado período, tendo como consequência reajuste tarifário anual.

A decisão do valor é baseada pela Parcela A (custos de geração, transmissão, encargos setoriais previstos em legislação específica) e pela Parcela B (custos diretamente gerenciáveis pela distribuidora). A bandeira tarifária é classificada pelas cores vermelha, verde e amarela, que são definidas mensalmente. Essas bandeiras indicam o acréscimo ou não no valor cobrado na conta de energia originária das termelétricas.

No final de agosto de 2021, o Governo anunciou a bandeira tarifária de ‘escassez hídrica’ com o custo de R$ 14,20 a cada 100 Watt-hora (kWh). Ou seja, a bandeira é ainda mais grave que a vermelha 2, que estava sendo aplicada anteriormente. A previsão é que essa bandeira alta seja mantida até abril de 2022.

É possível não pagar o reajuste tarifário na conta de energia?

Para os consumidores que optam por energia solar, a tarifa convencional de energia não é cobrada, mesmo com as alterações no valor, os consumidores que geram sua própria energia não precisam se preocupar com as mudanças da conta de luz, já que eles passam a pagar um valor fixo e a tarifa mínima de energia da distribuidora.

Energia solar como solução

Diante das incertezas do setor elétrico, cada vez mais consumidores estão mudando a forma de consumir energia, decidindo economizar através de energia limpa e renovável. Recentemente, o Brasil, ultrapassou a marca de 10 Gigawats de fonte solar, com isso se destacou no ranking mundial de países com maior potência de geração desse tipo de energia.

A energia solar passa a ser uma importante alternativa e uma realidade cada vez mais possível para quem deseja economizar e driblar o ônus da conta de luz.

Mude a forma de consumir energia

Além dos inúmeros benefícios sustentáveis da energia limpa, a questão financeira é uma das grandes vantagens da energia solar. Na Insole, transformamos a conta de energia em uma nova moeda e ajudamos o cliente na organização do orçamento da sua casa ou empresa.

De forma bem simples, como não existe nenhum gasto para adquirir o sistema solar, o cliente paga somente o valor equivalente da conta ou dependendo do plano, um valor muito menor do que a energia convencional. Com essa economia, as pessoas podem realizar muitos dos seus sonhos e novos projetos.

Chegou a hora de mudar

Entre em contato conosco e MUDE agora para a Insole.

Seja um franqueado Insole

Entre em contato para fazer parte de uma das franquias que mais cresce no Brasil.